quarta-feira, novembro 29, 2006

Ano novo...

Ano novo...vida completamente nova! Cheguei a essa conclusão hoje! Conversando com uma pessoa que trabalha comigo na ONG, eu resolvi tomar um rumo nessa vida!
Em março do ano que vem, completarei três anos de trabalho na ONG! Quero novos rumos, novos desafios...mudanças “radicais”!
Eu ando “confusa”, estressada (não no sentido de brava, mas no sentido de cansada da correria, talvez desnecessária, do dia-a-dia), não tenho obtido resultados excelentes necessários para o meu crescimento profissional dentro da Faculdade, nem de acordo com os meus “ideais perfeccionistas”. Em decorrência do estresse, não me desenvolvo completamente no canto...e assim a lista cresce!
E eu resolvi mudar o rumo das coisas. Talvez eu tenha percebido tarde demais, mas o que importa é mudar pra melhor! Quando eu tiver que conversar novamente sobre essa proposta de salário e atividades, vou pedir pra reduzirem meu tempo de trabalho. É claro que o salário vai ter de ser ajustado, mas isso não importa. Eu quero tempo livre. Vinte anos e eu fico o dia inteiro praticamente na frente de um computador. Não dá, cansei!
Primeiro emprego: a gente quebra a cara e aprende muito também! Não posso negar que eu aprendi MUITA coisa nesse emprego! Aprendi a usar programas de computador que eu não usaria em outro lugar e que um dia podem ser úteis, convivi com pesquisadores, doutores e mestres, que me ensinaram muitas coisas...conheci gente interessante, fiz amizades, aprendi um pouco mais sobre o funcionamento de projetos, relações entre instituições e o governo, preparação de cursos na área de educação, etc.
Só que agora eu tenho planos:

 quero estudar (de verdade) alemão, isso inclui dedicação total à faculdade;
 quero me dedicar muito mais ao canto;
 se sobrar tempo, pretendo finalmente aprender a tocar piano;
 queria voltar a fazer teatro, mas tenho a consciência de que agora não é o momento...Mas quando eu voltar vai ser com a corda toda: freqüentar agências, fazer testes pra TV, tudo de novo, começando do marco zero. Pelo menos eu já me decidi.
 Quero cuidar de mim, fazer esporte (nem sei mais o que é isso), freqüentar o Cepê!
 Resolvi que no ano que vem não vou dar aula como voluntária.

Queria fazer muito mais coisas, mas sei que se eu ficar planejando muito eu vou me entupir de coisas e não vou ficar contente novamente!
Eu vou fazer aquilo que eu preciso, e logicamente aquilo que eu quero!

Vou procurar um emprego de meio período! Ou fechamos um acordo quanto ao horário de trabalho ou eu vou rumar para outro lugar! Sei que emprego hoje em dia não é coisa fácil de se achar, mas eu tenho que prezar pelo meu bem-estar!
As outras mudanças vêm com o tempo! A gente tem que estar bem com a gente pra que as coisas ao redor pareçam agradáveis!
Ontem eu estava completamente “bodeada”, infeliz com o rumo que algumas coisas tomaram! Hoje eu acordei naquele clima “a esperança nunca acaba”!


E que a esperança nunca acabe!

sexta-feira, novembro 24, 2006

E se....

Eu queria comprar mais livros na “Festa do Livro” da FFLCH, mas o dinheiro acabou. Comprei “Fausto” do Goethe (que eu já li), “Noites Brancas” do Dostoievski, “Esaú e Jacó” (que eu estou enrolando pra ler há décadas), “A ópera Barroca Italiana” do Lauro Machado Coelho (ex-diretor do Teatro Municipal de São Paulo) , “A paixão segundo a ópera” do Jorge Coli (professor da História da Arte e da Cultura na Unicamp)...e comprei umas versões horríveis de outros livros do Kafka, Tolstoi (etc.) que eu espero conseguir trocar.

Ah! Eu comprei “O Ateneu” pra dar pra E.
Ele, muito fofo...gosto dele como das coisas que não precisam de explicação.
Começamos a nos falar por causa da compra da Bíblia azul e de repente ficamos tão próximos. Aí viajamos para Lorena, por causa do BIFE. Fomos juntos no ônibus e tivemos surtos nerds durante a viagem. Primeiro ele começou a me contar sobre a sua I.C. com os manuscritos, aí não conseguíamos falar de outras coisas que não as matérias, as leituras de férias, os “projetos acadêmicos”...Depois nós começamos a reparar na ausência de vozeamento das vogais pronunciadas pelo “Pop” (o “Pop” é um figura engraçadíssimo da Química. O apelido dele surgiu justamente pelo seu “desvozeamento”. Ele se apresentou como “Bob”, mas sai “Pop”. E assim permanece o apelido!).
E. e eu ficávamos sempre juntos: nas baladas, nas torcidas doidas dos jogos, na batida do ônibus do Pincel (o motorista), na falta de idéia - e possibilidades - para janta e a resolução grupal pelo pedido de pizza. Enfim, E. se tornou um amigo especial que eu espero carregar pra vida toda!

*

Hoje à noite M.M. dará aula.

E eu passarei o final de semana com a cabeça nos livros...ai ai ai....esse trabalho do F. vai tomar quase todo o meu tempo, além dos estudos pra prova do M.M.

Além da aula de canto, eu espero conseguir ir ao cinema....faz quase um mês que eu estou enrolando pra assistir algum filme. Não vi nenhum filme esse mês além do “Sessão da Tarde” do feriado. Meus planos (não exatamente praticáveis) do próximo ano incluem tentativas de idas ao cinema, ao menos uma vez por semana, ou a cada quinze dias, vai!

*

Hoje na “Mostra internacional de Cinema” da TV Cultura passará o filme “Código Desconhecido”. Espero conseguir assistir. Parece ser legal. Tudo depende do horário do término da aula de M.M. e da tentação que é a FestECA.

*

Que triste!!! O “último” panda branco e marrom morreu na China. Na verdade, ainda acho que exista algum outro panda branco e marrom nesse vasto mundo...a gente é que não sabe onde achar!

*

Hahaha...pra quem não sabe, existe uma grife chamada DASPU (sim, é isso o que você está pensando. É uma “semi-cópia” do nome Daslu. Mas como a marca é de umas prostitutas, houve uma leve modificação!hahaha). Isso é verdade, viu! A grife vai até começar a exportar lingerie pra França.

*

A foto nova aí no perfil é só provisória..acho que eu vou colocar um desenho que eu fiz há uns três anos! Na foto estou eu e minha amiga-irmã, a Carol da estória da viagem...eu e ela crescemos juntas. Nossos pais se conhecem desde uns dez anos de idade...Nós estudamos juntas, viajamos juntas, passamos a virada do ano juntas, o que der pra fazer a gente faz: juntas.

terça-feira, novembro 21, 2006

Sinayoma : a explicação!

Nunca me perguntaram o significado do nome Sinayoma (é yanomami). Eu explico a estória desse nome. Uma vez um índio yanomami foi ao meu trabalho pra resolver umas coisas com L.F. e eu comecei a conversar com ele sobre nomes em yanomami. Eu perguntei pra ele como seria meu nome na língua dele e ele disse Sinayoma. Aí eu fiquei parecendo criança, contente por saber meu nome em yanomami. Depois de um tempo, eu virei pra ele e perguntei como faziam pra definir que o nome “Gabriela” seria “Sinayoma” em yanomami. Ignorância pura! “Não, mas esse nome (Gabriela) não existe em yanomami. Eu te dei um nome, assim como dariam um nome pra você!” Claro, eu já sabia, estava só brincando (até parece, né?)! Ainda não tinha ficado totalmente satisfeita e, pra terminar, eu perguntei se “Sinayoma” significava alguma coisa específica.”Significa o pássaro que canta mais bonito”. Imagina a minha cara de feliz quando ele disse isso, eu que gosto pouco de voz! E ele nem sabe que estudo canto.

*

Esse feriado caiu como uma luva! Sim, sim, eu descansei, estudei e curti também! A minha aula de canto foi super legal! Ando avançando muito...isso é muito bom...quero começar a cantar grandes árias! Morro de vontade de cantar uma ária da ópera “La Boheme”, chamada “Si mi chiamano Mimi”. É linda! Mas nem sei se meu nipe permite o alcance daquelas notas..creio que sim! Não parece nada assustador do tipo “Carnaval de Venice” interpretado por Mado Robin, com aquele agudo do tipo passarinho...Só achei estranho estar escrito lá que ela alcança um B3 na parte mais aguda da música, sendo que eu sei que eu alcanço um C5 e nem parece tão agudo quanto aquilo que ela faz lá!
Bom, como sempre, “vozes” roubam a cena por aqui! É que minha paixão por vozes é maior e eu começo a escrever e só percebo quando já estou no final, mas na verdade eu ia contar sobre a minha última aula no Centro. Na próxima semana, minhas aulas serão no Jardim São Paulo. Longe pra chuchu! Eu adorava as aulas no Centro de São Paulo. Eu não precisava nem entrar, mas só de passar na frente do Teatro Municipal eu já me permitia sonhos absurdos do tipo poder um dia cantar ali!
Eu entrei no querido Júpiter hoje e imprimi uma pequenina lista com alguns livros sobre ópera e canto dados no curso de música da ECA. Espero encontrar esses livros na Feira da FFLCH e espero também que eles não sejam muito caros. Há um livro sobre a ópera Italiana que eu quero há um tempo, mas está sessenta e sei lá quanto dinheiros e eu fiquei relutando porque sabia que teria a feira no final do ano!

*
Ah! Sábado eu fui lá na Audição da minha ex-escola de música e fiquei muito feliz com as novidades!Eu participava de um grupo chamado “Trovadoras”, mas saí assim que deixei a escola. Mas as meninas continuam firmes e fortes. Quando elas foram se apresentar, um empresário de uma cantora aí as convidou para que fizessem “back” pra ela! A menina tem uma carreira começada já: cantou na TV e tal...tá gravando um DVD agora. As meninas estão participando das gravações. Talvez elas rodem o Brasil pra fazer turnê junto com a tal cantora! Fiquei super feliz!!! E V. está fazendo canto lírico voltado pra musicais num conservatório! Ela está tendo aula com o ex-professor do cara que faz o fantasma no musical “Fantasma da Ópera”! E ela começou a ensaiar um musical da Disney! Superlegal saber que coisas boas estão acontecendo!

*

Ainda bem que está acabando o semestre e a Bíblia Azul vai ficar na minha estante!


*
Definitivamente eu não sei o que será de mim nas férias! Eu sei pelo menos que por enquanto não viajarei pra lugar algum, o trabalho me impede! E eu não gosto muito de férias longas. Mas eu não posso outorgar férias curtas!
Minha viagem pra Machu Picchu não acontecerá muito cedo! Isso se for pra Machu Picchu mesmo! Querem mudar o meu rumo. A Carol, minha amiga-irmã, foi a primeira a saber da minha idéia de “mochilar” por algum lugar da América do Sul. Combinei até de fazer isso com ela, mas depois tudo ficou muito parado e eu achei que ela tivesse desistido da idéia! Foi quase o que ela fez: ela não desistiu de viajar, mas quer ir para o Chile! Um amigo dela está morando lá e ficaríamos na casa dele. Ótimo! Não pagaríamos hotel, albergue... Mas eu estou com vontade de “mochilar” mesmo! Machu Picchu seria o lugar ideal! A Carol, por mais que ela tente, não tem cara de mochileira – não que eu seja uma hippie, mas eu adoro essas coisas – ela é “direto de Paris”, como brinca D.

sexta-feira, novembro 17, 2006

Descobri uma coisa ontem: eu não consigo ser tão superficial como muitas pessoas conseguem!

Vinte anos não servem de muita coisa! Quando eu era pequena, eu achava que com vinte anos eu seria BEM grande. Mas eu ainda sou menina! Talvez isso seja bom, talvez muito ruim. E isso não tem nada a ver com o que eu vou falar aqui, na verdade!

Conversando essa semana com pessoas conhecidas, eu vejo o quanto as “relações amorosas” andam muito superficiais! E algumas amizades também! Definitivamente, eu não consigo sair ficando com mil caras e depois andar como se nada tivesse acontecido! Eu acho que ficar com alguém é algo único e especial e que as pessoas deviam tratar isso com mais seriedade. Amor pra mim sempre foi assunto sério. Tá, as pessoas querem curtir. Mas, no fundo, elas querem Amor.

Eu sempre tive um certo receio das coisas não andarem. E talvez esse receio tenha sido o maior bloqueio. Mas alguns bloqueios são fáceis de vencer, outros não. O problema é que eu me encontro numa fase muito estranha!
Não que os signos digam algo que preste, mas uma característica minha que por algum motivo foi parar na descrição do “meu signo” é o desejo de liberdade. Eu me sinto presa às vezes e esse sentimento me sufoca a tal ponto que eu me esquivo de qualquer situação ameaçadora! E nesse exato momento eu quero abraçar o mundo mas não quero que ele me abrace a ponto de me sufocar...e isso inclui os amigos, o Amor*, a faculdade...

E mesmo assim, algumas coisas me sufocam, talvez positivamente. Posto que nada que é muito extremo é agradável, um pouco de aperto com certo alívio depois pode ser bem recebido!
* Desmentido o que A. falou outro dia, eu não estou apaixonada! Talvez fosse bom estar apaixonada, mas esses homens não colaboram!rs

quinta-feira, novembro 16, 2006

Então...

Mudei um post velho por frescura mesmo! Andei pensando ontem que seria estranho se alguém digitasse o nome dos índios com quem eu trabalho, e o da ONG também, e encontrasse o meu blogue lá no google! Aí resolvi mudar o nome da ONG para ONG e o dos índios para índios! Fica muito mais reservado, né!
É que às vezes me dá uns ataques assim! A internet é pública e eu mesma sou contra algumas frescuras daqueles que se arriscam a navegar e querem colocar senhas para só os amigos olharem e tal. De certa forma, a internet é um lugar de auto-promoção ( num sentido amplo e restrito, ao mesmo tempo)
Eu resolvi mudar, pronto!
*
Hoje eu conversei via MSN com um amigão da escola minha ex-escola de música ( nós ficamos muito amigos e ele canta super bem...eu adorava quando fazíamos juntos as aulas de Teoria musical!
=( [saudade!!!]
Vai ter a Audição de final de ano! Como eu sou uma pessoa VIP (rs), eu fui convidada para participar do ensaio! Vou sábado à tarde, depois da minha aula de canto! Eu não vou cantar, afinal deixei a escola!
Os ensaios eram muito legais...a gente ficava no palco cantando o que vinha à cabeça, enquanto os técnicos cuidavam do som! As horas mais engraçadas eram aquelas em que a Nicole inventava umas batidas meio "beat box" e eu ao mesmo tempo (quase uma repentista) criava uma letra pra zoar a nossa professora de canto! E as meninas faziam uns lálálá no fundo, como se fôssemos cantoras de black, dessas americanas que a gente ouve nas rádios. Eu me divertia muito!
No ano passado, quando eu ainda era da escola de música , eu cantei "I say a little prayer" da Aretha Franklin!
A apresentação da galera será no sábado mesmo, à noite! E eu vou de qualquer jeito! Depois conto como foi!
obs: sempre acontecem coisas bizarras nas apresentações...quando eu cantava e fazia "back" na música dos amigos, não dava pra ver as coisas diretamente. Agora que eu posso circular pelos bastidores e assistir diretamente vai ser muito mais engraçado! No ano passado, o João, que fazia canto e violão, foi cantar "Gita" do Raul Seixas...mas ele esqueceu a letra e cantou as mesmas partes durante a música toda..hauahuahau..esse ano eu não deixarei essas gafes passarem!
*
Ai tenho um monte de coisas pra escrever aqui, mas é que ando sem tempo pra conseguir escrever algo bonitinho! Depois das provas e trabalhos, prometo que o blogue voltará a funcionar! =)

sexta-feira, novembro 10, 2006

Novidades no blogue!

Bom, resolvi colocar umas coisinhas novas aqui no "Oficina Operística"! Coloquei os "Links legais" e os "Contadores de estórias", que são blogues que eu costumo ler!

Nos "links legais", por enquanto, há dois sites legais: um de canto lírico, minha paixonite há algum tempo, embora eu não conheça muita coisa ainda; e outro site com alguns registros de cantores líricos bem interessantes. Esse último site nem é muito legal, mas tem uns registro de um baixo italiano, Cesare Siepi, que é assustador! É muito grave...quase um arroto (não façam cara de espanto! Geralmente, usamos o arroto para exemplificar uma nota muito grave. Para exemplificar notas muito agudas, usamos o som de um armário sendo arrastado...mas esses tipos de sons são raramente produzidos.)

Escuta aí, vai! Pelo menos a gravação do Cesare Siepi! Tá logo no começo!
É muito "estranho"...acaba ficando feio, às vezes. Mas como eu amo voz, acabo achando isso divino! Poderia dizer até que isso é bizarro duplamente!hahaha

Ahhhh!!! Mas tem a gravação da Mado Robin também! Parece um passáro, juro! Escutem essa também!!! É impressionante!

Será que um dia eu consiguiria fazer isso?
Mas eu nem sei se eu gostaria de fazer isso! Sei lá...

Bom, depois conto mais novidades!!!

Esse final de semana vai ser ultra corrido.

Ainda bem que terá feriado no dia 15! Preciso pôr milhares de coisas em dia: preparar aula, fazer exercícios do canto, terminar o trabalho de IEL! Aiaiai

quinta-feira, novembro 09, 2006

De volta!!!

Depois farei um "Diarinho do BIFE"! Agora estou com preguiça e sem tempo! Estou que nem uma louca, tentando terminar uns materiais de pesquisa que vão para a aldeia!

*

Ebaaaaaa!!! Chegou o livro "Patrimônio Cultural Imaterial e povos Indígenas". Esse livro é da ONG é (termo utilizado por indígenas das Guianas para designar o amigo ou parceiro de troca. Hoje, o termo também é usado para seus assessores e parceiros). Pra quem não sabe, eu trabalho na ONG.
Eu cuidei do tratamento de imagens do livro. Tudo começou por causa da minha participação num projeto. A minha tarefa principal era organizar um banco de dados com fotos e desenhos dos índios. Primeiramente, eles escolheram as fotos. Depois, eu montei as pastas, digitalizei e tratei as imagens escolhidas dentro de um tema específico, que podia ser festa, casa, pintura corporal, etc.
Como o novo livro da ONG estava sendo montado e eu mexia com as imagens, acabei sendo escalada para cuidar das imagens do livro.
O livro ficou bem legal! Mas eu tinha gostado mais das fotos na versão papel fotográfico, mandado pela gráfica antes de imprimir o livro. Parece que nesse novo papel as fotos "perderam um pouco da qualidade"! Mas mesmo assim é muito legal ver o resultado de um trabalho árduo...foram meses de trabalho!

*

Ad Instar Delphini
Teus pés são voluptuosos: é por isso
Que andas com tanta graça, ó Cassiopéia!
De onde te vem tal chama e tal feitiço,
Que dás idéia ao corpo, e corpo à idéia?
Camões, valie-me! Adamastor, Magriço,
Dai-me força, e tu, Vênus Citeréia,
Essa doçura, esse imortal derriço...
Quero também compor minha epopéia!
Não cantarei Helena e a antiga Tróia,
Nem as Missões e a nacional Lindóia,
Nem Deus, nem Diacho!
Quero, oh por quem és,
Flor ou mulher, chave do meu destino,
Quero cantar, como cantou Delfino,
As duas curvas de dois brancos pés.

Manuel Bandeira

Eu sabia esse poema inteirinho, na época em que eu fazia teatro. Sempre quis lembrar quem era o autor e como era o poema inteiro. Hoje eu achei ele no "São Google"!!!
Tenho muita saudade da época do teatro! Quero voltar, quero voltar! Quem diria que um dia eu iria parar de fazer teatro e me contentar em sonhar com a volta! Preciso rever as minhas decisões!rs

Qualquer dia eu conto sobre os meus quatro anos e meio de teatro e do aprendizado maravilhoso (tanto de vida como de teatro) que eu tive com feras como Kate Hansen e Roberto Áudio!

*
Nossa! Encontrei um Masterclass da Teresa Berganza ( uma cantora lírica) no Youtube. Quem quiser, procure lá...é MUITO legal!

*

Ah! Por hoje é só!!!
Tô postando aqui só pra dizer que ainda estou viva e que contarei as novidades quando estiver menos ocupada!