segunda-feira, agosto 28, 2006

Estudos e recuperação vocal

Esse final de semana foi de repouso intenso!
Na verdade, na sexta-feira eu fui à uma festa da faculdade com alguns amigos e a minha voz que já não andava boa foi para o espaço!Fiquei extremamente rouca.
Acabei dormindo na casa de uma amiga e de lá, no sábado, fui direto para a aula de canto. Fiz basicamente exercícios de relaxamento porque as minhas pregas vocais não aguentariam uma maratona de vocalises. Nesses casos de rouquidão, é bom não forçar!
Depois da aula, fui para casa e almoçei com o pessoal! Sábado teve um jantar em casa pra comemorar os quarenta e seis anos do meu pai! A Carol apareceu em casa e deu pra matar a saudade dessa amiga às vezes ausente. Falei tanto, mas falei tanto, que no domingo a minha voz basicamente não saía. Eu queria morrer porque a minha voz é um dos bens que eu mais prezo.
Domingo não tinha jeito, eu precisava fechar a minha matraca e descansar. Quase não falei, ou melhor, falei apenas o necessário! Fiz gargarejo com abaxi e mel. Pra quem não sabe, o abacaxi, integrante do grupo das frutas cítricas, é responsável por um aumento da salivação, gerando um maior número de deglutições, que ocasionam um relaxamento da musculatura da garganta, favorecendo toda a dinâmica do trato vocal.
Hoje, segunda, eu fui ao médico para fazer a nasolaringoscopia. Esse exame permite que se examine a região do nariz, garganta, laringe, pregas vocais... Enfim, pra quem canta é essencial fazer, ao menos uma vez por ano. É um pouco encômodo, mas não dói. Só que como foi retirado material para que seja realizada uma biópsia a região ficou um pouco dolorida!
O que importa é que eu estou cuidando da minha voz! Eu me submeto a qualquer tipo de exame pra mantê-la saudável!
Não estou mais tão rouca hoje! Minha voz está funcionando 75%!
Bom, fazendo jus ao título desse post, vamos falar dobre os estudos! Quinta-feira eu tenho prova de IELP, a primeira prova do segundo semestre. Estou bem animada com essas aulas de IELP, as leituras tem me oferecido coisas boas!
Passei o domingo lendo Jared Diamond e Verger. Gostei mais do texto do Diamond! Ainda ontem tentei ler "As consequências do letramento". Achei meio intragável, talvez pelo sono! Hoje de manhã tentei lê-lo novamente, mas estava com sono de novo e a tentativa foi vã!
Não sei se eu vou achar difícil a leitura desse texto, mas até agora não consegui absorver as cinco primeiras páginas lidas. Essa mistura de sociologia e antropologia me "cafundiu"...mas eu acho o assunto interessante. Eu só não consegui absorver por algum motivo maior. Só que eu preciso ler o livro inteiro até quarta! Goddy e Watt que me aguardem!!!
Voltando ao assunto da voz, fiquei quase louca por não poder cantar e falar direito. Acho que se um dia eu ficasse muda, eu entraria em crise!
Minha voz está quase nova! Agora que sei que as minhas pregas vocais estão saudáveis, resta apenas cuidar da minha rinite e fazer muito vocalise e exercício pro diafragma!
Maria Callas que me aguarde!rs

quinta-feira, agosto 24, 2006

JASON VORHEES!!!

O post de hoje é dedicado ao Jason. Sim, é o mesmo Jason que você está pensando: O jason do filme "Sexta-Feira 13"!

Eu não sei explicar, mas quando criança eu tinha um facínio enorme por esse tipo de filme. Grudava a cara na tv e me divertia assistindo Freddy Krueger e Jason! Na maior parte das vezes, eu ia dormir tranquila, mas tinha sonhos terríveis! E mesmo assim nunca deixei de assistí-los!


Jason era o que eu mais gostava! A cena em que a menina caía no lago e ele a puxava para o fundo era a que mais me dava prazer em ver! Eu não sei que espécie de gosto era aquele! Eu fixava os meus olhinhos pequenos na tela e não tirava mais - eu devia ter uns 7 anos na época em que me fascinava com esses vídeos.

Hoje em dia, não suporto esses novos filmes do tipo "Premonição". Não me enriquecem em nada!

O mais engraçado é que esses antigos eu ainda vejo com certa vontade....até pensei em alugar todos do Jason!

Quando será a proxima sexta-feira treze?

segunda-feira, agosto 21, 2006

O RETORNO!!!

Pra variar, voltei a ter sonhos estranhos! Obviamente que eles não ficam claros pra mim...é sempre um turbilhão de informação num sonho só! Mas será que realmente existe algum tipo de mensagem emaranhada nas entranhas do meu estado onírico? Creio que não, pelo menos por enquanto!
Minha racionalidade prefere ganhar espaço, sempre, vetando qualquer percepção mais metafísica!
Mas o sonho foi estranho mesmo assim! Eu sonhei que eu morava na Avenida Elizeu de Almeida e que estava voltando da USP à noite, fugindo de uns ataques do PCC! Meus sonhos são sempre cinematográicos! Poderia ter escrito várias séries do tipo "24 horas" ou "Lost". Aposto que eu já estaria rica!
Voltando ao sonho...
Eu andava a pé pela avenida e seguia em direção à minha casa ( que na vida real não fica na mesma avenida do sonho). Quando cheguei em casa, me deparei com uma cena engraçada: o meu quarto era extremamente grande e tinha uma janela de vidro que pegava toda a parede. Não havia cortina, nem madeira, nada! Era como se a minha janela fosse uma tela de cinema. Sim, ela era enorme como uma tela do "Cinemark"! Avançando um pouco: depois de algum tempo, estando a minha irmã, a minha mãe e eu no quarto, o teto começou a desabar!(mais um sonho com teto desabando - um dia explico a frequência desse tipo de sonho...trauma de infância. Sim, um teto desabando já quase me matou!)
Nós três corremos para a porta e, como era impossível de escapar do desabamento, ficamos apenas embaixo do batente. Eu sentia o concreto batento nos meus braços com uma força incrível. Ainda bem que algumas sensações a gente só vive em sonhos!!!
No final acordei sem saber em que pé ficou a estória(ops, sonho!)...deu um branco geral!
________________________________=__________________________________
Esse final de semana foi muito legal!
Fui ao níver da Lidi lá na Alameda Lorena! Como eu dei risada!
No domingo teve festinha surpresa pra Anna! E foi surpresa mesmo!
Estou participando de uma espécie de "agência do amor"!!! Não, eu não me cadastrei em alguma agência de encontros amorosos (ou sei lá como isso deveria ser chamado), eu fui "induzida" a trabalhar numa plantação, mas não sei se renderá algum fruto.
Fiquem com a linguagem figurada! Essa é uma longa história pra se contar num blog!!!
E tem sido engraçado, apesar de eu ser super "travada"!
Há que se destravar!

sexta-feira, agosto 18, 2006

Just one thing!!!!

O final de semana promete!!! Uhu!!! Vai ter baladinha, aula de canto, aniversário, filminho...

Li uma frase do Marcão que diz algo interessante sobre o amor! Depois postarei aqui!

Marcão, o guru do amor! hahahahahaha


Meu blog tá todo desconfigurado, mas eu não quero arrumá-lo agora porque eu estou sem pique pra fazer esse tipo de coisa!

Bom final de semana!!!

Beijinhos sabor moranguinho...


obs: Just one thing? hahaha

quinta-feira, agosto 17, 2006

Coisas simples!

Só tenho uma única informação a dar: ESTOU MUITO FELIZ HOJE! E isso envolve coisas muito simples da vida!

quarta-feira, agosto 16, 2006

DIARISTA!!!!

Marcão, você é um malvado! Mas eu te adoro mesmo assim!


Vagaldinho: Marcão
Wer sind sie?: Eu


Conversa no MSN

Vagaldindo diz:
trampo soh amanha finalmente
Vagaldindo diz:
depois de 33 dias
Wer sind Sie? diz:
ai eu quero ferias longa assim!
Vagaldindo diz:
tem q ter as costas quentes q nem eu
Wer sind Sie? diz:
hahahaha..me arruma uns contatos!
Wer sind Sie? diz:
rs
Vagaldindo diz:
vc ja tem um bom
Vagaldindo diz:
eu!!!
Wer sind Sie? diz:
Hahaha..
Wer sind Sie? diz:
que bom saber..qdo for mudar de emprego!rs
Vagaldindo diz:
uahuahua
Vagaldindo diz:
eh eu vo ateh abrir uma agência por causa dos meus contatos!
Vagaldindo diz:
mudar de ramo
Wer sind Sie? diz:
Hum..tem emprego pra mim?rs
Vagaldindo diz:
diarista serve?
Wer sind Sie? diz:
Ah! Obrigada pela consideração!
Wer sind Sie? diz:
Vou ter que colocar isso no meu blog!hahaha
Vagaldindo diz:
tudo bem


Marcão, você vai ver! Vai ter que marcar baladinhas com direito a "I like to move it" pra compensar a sua grosseria! Acredita que o Brunão me passou o mp3?

_____________________________//___________________________________


To sem computador em casa. As coisas andam corridas...depois eu escrevo algo decente!

terça-feira, agosto 15, 2006

EU QUERO VIVER DE MÚSICA!

Há uns oito anos que eu sou obcecada por pianos! Antes eu gostava, mas não dava tanta importância.

Eu quero um piano e qualquer jeito. O problema é que é caro e, morando em apertamento, é difícil de encontrar um lugar para colocar o piano. Se eu deixasse ele na sala do apartamento, meu irmão certamente ficaria apertando as teclas só para fazer barulho e o piano desafinaria logo. Não tenho como trancar o piano e muito menos comprar um!
Por enquanto vai ficar só no sonho mesmo.

Eu só aprendi a tocar alguma coisiha no violão. Embora eu goste deste instrumento, a minha relação com o piano é mais forte. Com o piano eu tenho a certeza de que seria diferente. Eu ia querer aprender a tocar música clássica e a minha dedicação teria de ser quadruplicada.

Além das aulas canto lírico, que eu não largo de jeito nenhum, eu amo piano, acho bonito violino, oboé, harpa....ah! Eu amo música!


Quero viver de música! Alguém quer me patrocinar?rs

segunda-feira, agosto 14, 2006

Essa semana...

Essa semana promete ser meio corrida!
Eu tinha de ter lido alguns dos textos pedidos pra essa semana no sábado ou no domingo, mas não fiz isso porque a minha cabeça estava longe de qualquer coisa muito objetiva! Às vezes, tenho umas crises de concentração. Pra se mais clara, a minha "crise de concentração" significa estar concentrada em qualquer outra coisa que não seja aquela pela qual eu deveria realmente me dedicar!
O final de semana foi bem legal. Na sexta eu fui à festa da Poli e foi divertido encontrar alguns amigos que eu não imaginava que estivessem lá! No sábado, eu fui ao show do Cordel no Ibirapuera, mas fiquei "p. da vida" com o Gui! Eita furão! Se não fossem os meus amigos do cursinho, que eu encontrei na melhor hora possível, eu teria passado a noite inteira sozinha lá no Ibirapuera! Na volta do show, eu fui até um lugar com dois amigos e depois segui sozinha! Aí dois caras foram me oferecendo a camisa da banda! Eu não ia comprá-la, obviamente, mas fiquei comversando com os caras e voltamos até a Av. Brigadeiro juntos. Eles eram bem legais! Um dele estava cursando artes plásticas na Belas Artes e o outro era formado em administração. Eu fiquei com medo de não ter como voltar pra casa e eles, fofos, falaram que iam esperar eu pegar um ônibus, senão iam ficar com peso na consciência! Ainda bem que em menos de dez minutos passou um "bus" pra casa! Acho que nunca mais os verei!
Ontem à noite foi muito legal! Encontrei com as meninas na História e fomos jantar juntas. Conversamos e rimos bastante! É sempre bom estar com elas...
Ah! Mas o mais engraçado foi o Raphael, namorado da Thaís, que virou pra mim e disse que vai me apresentar um amigo dele. Ele disse que cara faz duas faculdades, tem dois empregos e não sei mais o que. Além de quererem me empurrar um namorado, como sempre, ainda querem que eu mal o veja, já que o cara não tem tempo, nem eu!
Eu ando tão desencanada de amor que é sempre nessas épocas que aparecem mais coisas do que a gente espera! Aí entra o famoso Murphy na estória!

sexta-feira, agosto 11, 2006

Livros e cores

Hoje, antes de chegar no escritório, passei num sebo em Pinheiros e fiquei procurando os livros que eu queria encontrar (não encontrei, logicamente) e aí o atendente, um japonês ( eu imgino que era japonês...minha dificuldade em descobrir se um ser de olho puxado é japonês, coreano, chinês é enorme! Para facilitar a minha vida, resolvi chamar todos de japa!) sentou-se em uma mesa e começou a assistir televisão. Era uma gravação ou algum canal japonês (podia ser chinês, coreano...). As pessoas que apareciam na telinha falavam algo que eu não entendia, mas que pelas risadas que davam no final parecia ser muito engraçado! Nunca havia passado por isso: ficar escolhendo um livro num sebo e tentando segurar a risada(gargalhada). A dificuldade era grande porque o tal atendente ria de um jeito tão contagiante que eu resolvi ir embora antes mesmo de procurar "qualquer" livro, já que eu não havia encontrado os que eu queria!
É engraçado como existem pessoas que conseguem se vestir com poucas cores! Eu adoro as cores. É claro que eu não me visto pra parecer um arco-íris, nem sou adepta da moda "Falcão" e "Tiririca", mas o mínimo de variação é bem vinda! Encontro, às vezes, uma menina que basicamente se veste de preto. Já a vi com uma blusa roxa e uma caça vinho, mas nada muito além disso. É engraçado pensar que as cores de roupas que a gente usa podem dizer algo sobre a nossa personalidade...é claro que isso não é geral, mas de certa forma é verdade!

quarta-feira, agosto 09, 2006

Ausência!

Ontem eu estava escrevendo aqui no blog e perdi a mensagem inteira. Talvez o blog tenha uma espécie de juíz de de autorização de postagem. Se ele percebe que seu post está pior do que os outros, ele simplesmente o deleta. Que raiva! Eu tinha colocado um poema e tudo!
Como eu fiquei com preguiça de postar ontem de novo, resolvi colocar o poema hoje!Esse poema já fez parte de uma desilusão amorosa antiga. Hoje ele faz parte da minha estória, apenas. Eu gosto bastante dele e vou dividir com vocês, embora eu ache que ele seja bem conhecido!


Ausência

Eu deixarei que morra em mim o desejo de amar os teus olhos que são doces Porque nada te poderei dar senão a mágoa de me veres eternamente exausto.
No entanto a tua presença é qualquer coisa como a luz e a vida
E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto e em minha voz a tua voz.
Não te quero ter porque em meu ser tudo estaria terminado.
Quero só que surjas em mim como a fé nos desesperados
Para que eu possa levar uma gota de orvalho nesta terra amaldiçoada
Que ficou sobre a minha carne como nódoa do passado.
Eu deixarei... tu irás e encostarás a tua face em outra face.
Teus dedos enlaçarão outros dedos e tu desabrocharás para a madrugada.
Mas tu não saberás que quem te colheu fui eu, porque eu fui o grande íntimo da noite.
Porque eu encostei minha face na face da noite e ouvi a tua fala amorosa.
Porque meus dedos enlaçaram os dedos da névoa suspensos no espaço.
E eu trouxe até mim a misteriosa essência do teu abandono desordenado.
Eu ficarei só como os veleiros nos pontos silenciosos.
Mas eu te possuirei como ninguém porque poderei partir.
E todas as lamentações do mar, do vento, do céu, das aves, das estrelas.
Serão a tua voz presente, a tua voz ausente, a tua voz serenizada.

Vinícius de Moraes

sexta-feira, agosto 04, 2006

Voltando a funcionar!

Tudo que eu sempre quis fazer foi estudar por um propósito(no sentido de: intenção de (fazer algo); projeto, desígnio)! Só que eu ainda não descobri qual será o meu grande propósito como aluna da Letras. Eu amo a minha faculdade: as matérias, os professores, os amigos, as leituras. É que eu ainda não descobri exatamente com o que vou trabalhar. "Me gusta mucho" a idéia de fazer iniciação científica e mais pra frente mestrado e doutorado. A idéia da iniciação já foi "proposta" pela professora que trabalha comigo. Embora ela seja da área de Antropologia, a possibilidade de eu fazer uma iniciação em lingüística, por exemplo, principalmente se tratando de língua indígena, é grande!Eu queria poder me dedicar mais ao canto e voltar a fazer teatro, sempre achei que eu fosse ter vida de artista!!!Por enquanto, o meu propósito é descobrir qual é o meu grande propósito!
Trabalhar com educação indígena é bem agradável! Ver os materiais prontos e saber que os índios estão passando nos concursos para a carreira de professor indígena é melhor ainda! Isso mostra que os materiais que produzimos são importantes. A minha parcela de participação na aprovação dos índios é basicamente nula perto do trabalho dos antropólogos e dos outros professores que administram as aulas. Mas o meu papel, de forma mais "específica", não é tão pequeno assim, já que sem o material eles não acompanhariam tão bem o curso. É claro que não sou eu quem prepara diretamente uma apostila de curso, longe de mim entender a forma adequada de "educar" os índios com apenas dois anos e meio de trabalho e pouco contato com esse povo distinto.
O mais legal é conhecer a forma de pensamento deles, seus mitos, estórias, costumes. Mas, acima de tudo, é preciso respeitar essas diferenças!
Bom, enrolei falando de trabalho e não falei da faculdade. Estou adorando o segundo semestre. Já separei alguns livros pra ler nesse final de semana. Língua Portuguesa é a matéria que anda me deixando mais animada. É uma espécie de recompensa pelo "desapontamento" do semestre passado! Eu gostei do curso passado, lógico, mas esse semestre parece que vai ser mais agradável. Não levem tão a sério porque eu posso mudar de idéia!rs
Estudos clássicos, como sempre, me encanta! E Lingüística tem me surpreendido a cada aula. Não é que essa matéria é legal?
obs: pela "primeira" vez descobri um cara "gato" na faculdade. Na verdade, ele "faz o meu tipo".Pode ser apenas fisicamente, porque eu nunca conversei com ele, mas já tá valendo! Encontrei com esse cara, cujo nome eu não faço a menor idéia, algumas vezes na biblioteca, durante o primeiro semestre. Uma troca de olhar aqui e outra ali e bateu um "esquecimento" quando eu parei de ir às aulas por causa da férias. Só que ontem quando eu entrei no ônibus eu dei de cara com o fulano bem na minha frente! Teve batida de braço no aperto do ônibus e pedido de desculpa da parte dele.
Depois que descemos do ônibus, no mesmo ponto pra minha felicidade, ele seguiu para o prédio da História/Geografia e eu para o da Letras. Bom saber que ele estuda ali por perto!hahaha